domingo, 4 de julho de 2010

Releitura

 

Quando releio em meu BLOG postagens antigas como “Neruda falou por mim!”, penso que, desde o princípio, houve um propósito claro para ele existir.

Cada pessoa tem a sua maneira de viver o amor. E, mesmo silencioso,  este  é, com certeza, o mais intenso.

Já passaram-se 2 anos desde que Neruda foi citado e “comentado” por aqui. Mas, para mim, essa conversa ainda não terminou.

Um comentário:

Tatiana disse...

Reli todo o teu blog. Chorei. O amor é uma MERDA (por hora penso assim com letras garrafais). Escreve mais, Me, tu escreve muuuuuuuito bem. Quem sabe daqui a algum tempo leio tudo de novo e acho uma maravilha. hehehehe, Bjs